Quem canta...


Já nem vale a pena referir o tanto que falas, falas, falas, o dia inteiro. Tenho a impressão que só estás calada se estiveres a dormir!
Gosto particularmente quando dizes:
Xeu tonto! (para o pai!)
És tão chatinha! (para a mãe!)
Ai meu deus do xéu m'acuda!
Eu nhão xou uma caamela (caramela), xou uma Xiipa!
Maiii, qué pô quemi! Porquê? Tenho o gabo axado! ( rabo assado! hihihi!)
Tou a fajer uma coija muito espexial, muito dibetida e muito impotante... (o que será?)
Agoia, num posso... 'tou muito ocupada!
Ontem a ver um programa de televisão, achei por bem escrever, para que conste, com que idade começáste a cantar. É que cantas, muito e bem, sabes (parte de) letras de uma boa dezena de canções e já tentas dar a entoação certa á melodia... o que eu me delicio.
A mim dá-me muito jeito: sempre que quero espantar a D. Birra (que não deve gostar de sopa nem de música) ponho-me a cantar e logo tu, atrás de mim, segues a acompanhar! E eu que gosto tanto de cantoria... fazemos um belo par, digo-te já... coitado do teu paizola! Hihihi!
e foste tu (porque provavelmente a Avó Nide te canta) que me recordáste uma canção há muito esquecida:
Era uma casa muito engraçada,
Não tinha tecto, não tinha nada
Ninguém podia fazer chichi
Porque o potinho não estava ali
e ouvir-te trauteá-la no banho, entre tentativas de afogar a tataluga e chuveiradas com o gegador (regador) é uma delícia!

3 comentários:

Carla disse...

"Tou a fajer uma coija muito espexial, muito dibetida e muito impotante"


Posso adoptar esta frase, posso?

Quanto às cantorias, tenho de trazer cá a Filipa para se juntar às manas e fazerem um Trio!!

Paula disse...

Oooooooh Pipoca... Não posso deixar de sentir uma vontadinha enoooorme que a "prima" Joana fale tanto como tu!
És deliciosa!
Beijinhos

Anónimo disse...

A minha neta canta e encanta é muito doce, parece uma cigarra.
É pena este blogge andar um pouco fraquinho mas eu até entendo... Beijinhos doces.