1 ano e 100 posts depois!


Pois é, faz hoje precisamente 1 ano que te escrevi neste espaço pela primeira vez... estava grávida de 27 semanas (mais coisa, menos coisa).
Sinceramente, nunca pensei que fosse capaz de manter este blog, que criei por graça e porque sentia vontade de deixar escrito alguma coisa que um dia mais tarde pudesse ler para recordar os 9 meses mais bonitos, mais inquietantes e mais felizes da minha vida!


Tudo acerca da gravidez me divertiu: adorei cada pontapé teu, cada movimento teu ( e se eras mexida, caramba!), cada madrugada de azia, cada ecografia e CTG, cada pequeno cansaço e doce sonolência, cada peça de fruta e cada pedaço de queijo, cada perna de pau e palmier recheado, cada página que li de cada um dos livros e revistas sobre gravidez, cada abraço do teu paizola (que naquele tempo abraçava-nos ás duas de uma só vez...!), cada insónia (felizmente foram poucas) a imaginar como serias (só eu conseguia perceber nitidamente nas últimas ecos as tuas feições e nasceste tal e qual: narizinho pequenino e arrebitado e muito bochechuda!), cada dúvida e receio, cada peça de roupa comprada, cada coisa escolhida a pensar em ti, cada minuto de dor que antecedeu o momento do teu nascimento (apesar de não ter terminado como eu queria, adorei saber que estava perto de te ter nos braços...).


Acabei por escrever muito pouco durante a gravidez, é certo. Foi mesmo o teu nascimento que despertou em mim uma imensa vontade de falar de ti. Tem sido este blog que me tem ajudado a suportar as saudades que tenho quando venho trabalhar. Ao escrever-te parece que fico mais perto de ti, acreditas?


A todos os que espreitam estas palavras, os que comentam, os que protagonizam sem nunca aparecer (como o teu paizola, por exemplo!) agradeço muito.



Para ti, não vão mais agradecimentos nem afins... já chega de te estar sempre a adorar! Hihi! Marota cheia de mimo!

1 comentário:

A tia mais que babada disse...

Ai amiga...só me apetece chorar...