A fotografia de um filme...


De Guimarães regresso com a lembrança com que lá cheguei... as cores. Se o outono ainda é uma estação do ano, de facto, este já só deve existir por lá...! As arvores despem-se de folhas de todas as cores e parecem poesia. Tal como na descrição que aprendemos na escola: no Outono as folhas caem das árvores e cobrem as ruas com um manto de cores quentes - laranja, castanho, amarelo, vermelho.
Nos filmes é costume usar-se a palavra fotografia para referir a qualidade da imagem. Pois, se houvesse um prémio para a fotografia de uma cidade, Guimarães merecia-o com toda a certeza. Uma luz incrível reflecte-se nas árvores de mil tonalidades de outono e nenhum monumento histórico poderá superar em interesse e beleza este hino poético á natureza que, a cada dia que passa, se ouve mais longe e mais baixinho para quem vive nas grandes cidades...

2 comentários:

*CC*#*Ruca* disse...

Olá,

Sabias que dos sitios todos que já visitei a minha cidade de eleição é Guimarães, se eu tivesse que escolher onde viver, era para lá que eu ia. Apoixonei-me por ela no verão de 1995 e acredita que também é encantadora no verão.

Vocês estão lindos nas fotos.

Beijocas muito grandes
CC & Ruca

Eli Gee disse...

Olá!

Sim, acredito, a palavra que dscreve a cidade é mesmo essa "encantadora"!

Eu se pudesse escolher um sítio diferente para viver seria Ponta Delgada... Sou doida pelos Açores, principalmente S. Miguel!

Mas sabes? Acho que se vivessemos nesses lugares, por certo desejaríamos viver em Lisboa. Acho que, por natureza, o ser humano está sempre "de olho" naquilo que não pode ter! LOL!!!

Beijocas enooormes!!!